State of the Word 2021 – Minhas anotações sobre a palestra

Minhas anotações sobre a palestra State of the Word 2021 que aconteceu no dia 14 de dezembro.

Aviso: o texto a seguir foi escrito originalmente como um fio no Twitter.

O State of the Word é o nome da apresentação que o co-criador e líder do projeto do @WordPress, Matt Mullenweg, realiza anualmente para apresentar os progressões e projeções futuras do software.

Transmitido ontem, eu acompanhei e vou compartilhar um pouco do que vi.

Openverse

O projeto da Creative Commons, CC Search, foi abraçado pelo WordPress e agora rebatizado com o nome de Openverse. Toda a biblioteca de mídia do CC Search agora está disponível e será mantida através do Openverse, e também melhorada.

Além da biblioteca da CC Search (com mais de 600 milhões de imagens), outras fontes de mídia serão agregadas, e o projeto deve também incluir áudios, até o fim de janeiro, e vídeos, provavelmente, num futuro próximo. Para ver o Openverse: https://br.wordpress.org/openverse/

Block Patterns

O WordPress agora tem um diretório de padrões de blocos, este diretório ganhou um botão de copiar. Usuários poderão navegar pelo diretório de padrões, copiar e colar em suas instalações todo o tipo de padrão feito e disponibilizado pelos usuários.

Além disso, você consegue redimensionar os padrões no site e visualizar como eles se comportam em larguras menores. É mais um avanço na consolidação do editor de blocos como um construtor visual mais robusto.

https://wordpress.org/patterns/

Traduções

O número de pacotes de idiomas teve um aumento de 76%, isso significa que o WordPress, plugins e temas do repositório oficial estão sendo mais traduzidos.

O número de tradutores ativos também aumentou, em 28%.

Diversidade

Foi apresentado o número do programa de workshops de diversidade, que estimula grupos sub-representados a contribuir. O programa teve um aumento, mas foi isso.

Infelizmente minha pergunta não foi feita, mas queria saber o que mais o WordPress, como projeto, poderia fazer pela diversidade, com um olhar também para os não falantes de inglês.

Learn

Foram apresentados também os números da plataforma colaborativa de material educativo, que ainda tem pouco conteúdo, pouco localizado, mas que vem crescendo. https://learn.wordpress.org/

Crescimento do WordPress

O WordPress continua crescendo, ele aproveitou para dar uma tirada na Wix, mas para mim os números são tristes, os outros dois projetos de software livre que figuravam no top 5 sempre, com leve crescimento ou estabilidade, estão caindo.

Um gráfico circular com o uso de cada plataforma.

Segurança

Matt apresentou também alguns dados de segurança, com chamados abertos, atuação e correções, e ressaltou que segurança é um processo.

Pontuou também sobre como o WordPress está próximo de parceiros, hospedagens, Cloudflare, entre outros para atuar nestas melhorias.

Temas de blocos

Voltando para o editor, apresentou dados de que hoje o repositório possui 28 temas focados em blocos, ou seja, temas que estão adaptados para utilizar a edição total com blocos, incluindo cabeçalho, rodapés, etc.

E o tema que sairá com a versão 5.9, mês que vem, o Twenty Twenty Two, será mais um dos temas de blocos, usando todos os recursos disponíveis até o momento para isso. Imagino que será um bom tema para se estudar como fazer temas de blocos.

Widgets, Query Block e outras melhorias

Ele abordou as mudanças que o editor teve este ano, como a gestão e edição de widgets com a interface do editor de blocos agora, o bloco de query, os filtros nos blocos de imagem.

Contribuições

Levantou os números de contribuições das versões 5.7 e 5.8, a 5.9 que sairia este mês foi adiada para o mês que vem, então isso não está fechado. Os números indicam alguma renovação no quadro de contribuidores, mas precisaria uma análise mais detalhada.

Versão 5.9

Esse slide da apresentação mostra um pouco do que virá com a próxima versão mês que vem. Edição de logo, drag and drop na list view de blocos, bordas, integração com o diretório de block patterns, enfim, tudo sobre blocos ainda.

Web3

Muito se fala em web3, palavra do momento. Matt pontuou que o WordPress hoje já é uma plataforma que promove descentralização e garante ao usuário posse de seus dados.

Já é livre para uso, hospedar em qualquer servidor, e migrar este conteúdo, que é seu, quando quiser.

Democratizar a publicação

Ele segue em uma sequência falando de contribuições, em um aceno para a necessidade de colaboração, e então volta a falar da missão do WordPress em democratizar a publicação, que vêm sendo seguida ao longo dos seus 18 anos.

Fase 1 do Gutenberg: Edição mais fácil

Ele então retoma as fases do projeto do novo editor, recapitulando a fase um, já concluída, de tornar a edição de conteúdo mais fácil e flexível, alcançada com o lançamento do Gutenberg.

Fase 2 do Gutenberg: Personalização

A segunda fase, a que o projeto se encontra, é de garantir a personalização do site. É onde estamos, com novos blocos, a edição total de sites, melhoria da experiência, e onde o projeto deve continuar ano que vem.

Fase 3 do Gutenberg: Colaboração

A terceira fase, em que o projeto deve entrar em 2023, é a colaboração. Ele resumo com “pense no Google Docs”. (Pensando nisso, faz muito sentido a aquisição do PublishPress, que era uma empresa que oferecia ferramentas nessa linha)

Fase 4 do Gutenberg: Multi-idioma

A adoção de sistema próprio de internacionalização de conteúdo para dar conta de todo esse novo ecossistema do projeto.

Fim

Por fim ele fala do WordCamp Sevilla, que aconteceu há alguns dias, primeiro grande evento presencial em quase 2 anos, anuncia a cidade do próximo WordCamp EUA (San Diego), e abriu perguntas e respostas, de onde poderíamos extrair mais coisas, mas o fio já tá imenso, kkk

5 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x